Imprimir aumentar/diminuir letra aumentar contraste

Saiu na Imprensa

 

Veículo: Hoje em Dia online (BH) > Notícias – 23/03/15

Disponível em:  http://www.hojeemdia.com.br/esportes/especializados/belo-horizonte-entra-no-mapa-dos-jogos-como-uma-das-sedes-do-futebol-1.306996

A mais de 400 quilômetros de distância do Rio de Janeiro, Belo Horizonte está confirmada nos Jogos Olímpicos 2016 como uma das sedes do futebol. A expectativa do governo estadual é arrecadar cerca de R$ 451, 3 milhões com o evento. O anúncio oficial do Mineirão como um dos palcos do futebol foi feito na semana passada. Além de BH e do próprio Rio, Manaus, São Paulo, Brasília e Salvador também receberão as partidas de futebol durante a Rio 2016. “Minas tem um dos melhores estádios do Brasil, tem uma enorme contribuição ao futebol brasileiro, além de ter dois dos melhores clubes do país: o Atlético e o Cruzeiro”, avaliza o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman. Mas não termina aí a participação de Minas Gerais na Rio 2016. A delegação inglesa escolheu BH como sede durante os jogos olímpicos e também na fase de preparação. O Centro de Treinamento Esportivo da UFMG, na Pampulha, e o Minas Tênis Clube serão a casa dos ingleses no estado durante os jogos olímpicos. No mês passado, integrantes da equipe de canoagem estiveram mais uma vez na Lagoa dos Ingleses para treinar. Já os irlandeses optaram por Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O atletismo de Canadá e China seguirá para Juiz de Fora, na Zona da Mata. Como Minas Gerais tem 16 centros de treinamentos capacitados pelo Comitê Olímpico em nove cidades, outras delegações ainda poderão optar pela terra do pão de queijo. Após a confirmação oficial do Mineirão como sede, o governo de Minas Gerais deu início ao plano para receber as delegações e turistas. Composto por 13 secretarias, o Comitê Minas 2016 será responsável por ações conjuntas relativas à olimpíada. O grupo Interinstitucional de Proteção Pública criado para a Copa do Mundo será mantido para dar suporte na área de segurança, logística e estratégia. “A Copa das Confederações e a Copa do Mundo deixaram como legado a infraestrutura e a experiência na organização de grandes eventos. Serão mantidas as boas práticas que transformaram Minas em referência nesses eventos. E queremos mais. Por isso, trabalharemos melhor e interligando as secretarias”, afirma o subsecretário de Esportes, Adenilson Sousa. Participar dos jogos olímpicos, mesmo como coadjuvante, dá ao Mineirão a chance de escrever mais um capítulo inédito em sua história, principalmente após o fatídico 7 a 1 da semifinal da Copa do Mundo. O sorteio dos ainda não tem data para acontecer. Sonho de ficar entre os dez primeiros na Rio 2016 também passa pelo Estado Com três medalhas de ouro e duas de bronze no Mundial de Doha, no Catar, no ano passado, o nadador do Minas Tênis Clube César Cielo é, mais uma vez, a grande esperança de medalhas para o Brasil. Em Pequim, em 2008, Cielo garantiu um ouro e um bronze. Nos jogos olímpicos de Londres, ficou com o bronze nos 50 metros livre. Apesar de toda a experiência em competições internacionais, o campeão mundial não esconde o frio na barriga por disputar pela primeira vez uma olimpíada dentro de casa. “Não sei como vai ser a sensação de defender o nosso país em uma competição como os Jogos Olímpicos em território nacional. Aqui no Brasil nenhuma geração teve o que a gente vai ver. Se alguém disser que está preparado para o que acontecerá, vou querer uma conversa”, brinca o nadador. Recém-contratado pelo Minas, o nadador Thiago Pereira é outro que pode ajudar o Brasil a ficar entre os dez melhores do Mundo, como deseja a cúpula do Comitê Olímpico Brasileiro. Em 2012, na Inglaterra, ele conquistou a medalha de prata nos 400 medley. Mas não são apenas os “mineiros” da natação que podem fazer bonito na Rio 2016. Com duas medalhas de ouro no currículo (2008 em Pequim e 2012 em Londres), a ponteira Jaqueline, do Minas, também deverá ser convocada para representar o Brasil em casa. Semifinalista com o Cruzeiro na Superliga Masculina de Vôlei e medalha de prata com a Seleção Brasileira em Londres, o oposto Wallace é outro que não deve ficar fora. Companheiros de clube, os centrais Éder e Isac são nomes que podem representar Minas Gerais na Rio 2016. O judô mineiro conta com três atletas com potencial de abocanhar medalhas para o Brasil. Medalhista de bronze em Pequim, Ketleyn Quadros, Érika Miranda e Luciano Corrêa prometem fazer bonito caso integrem o time olímpico.

______________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Hoje em Dia online (BH) > Notícias – 01/03/15

Disponível em: http://www.hojeemdia.com.br/esportes/n-o-se-da-a-devida-atenc-o-ao-esporte-afirma-secretario-1.302027

Felippe Drummond Neto – Hoje em Dia Convidado pelo governador Fernando Pimentel, o pastor Carlos Henrique Alves da Silva, do Partido Republicano Brasileiro (PRB), foi indicado em janeiro secretário de Estado de Esportes, assim que for oficializada o desmembramento da Secretaria de Turismo e Esportes. Após quase dois meses já trabalhando na Pasta, o deputado conversou com exclusividade com o Hoje em Dia. Companheiro de partido do ministro do Esporte George Hilton, o cruzeirense Carlos Henrique falou sobre os programas olímpicos de Minas e não fugiu de questões delicadas, como o baixo investimento do Estado no esporte. Durante a entrevista, ele foi assessorado pelo secretário adjunto Ricardo Sapi e pelo subsecretário Adenilson Idalino. O Ministro George Hilton disse em sua posse que não entende profundamente de esporte. E o senhor? Todo brasileiro entende um pouco de esporte, principalmente futebol, e eu não sou diferente. Mas não estou sozinho. Na minha gestão, temos uma equipe com profissionais altamente competentes à frente de todas as ações da secretaria. Mesmo assim, sei que teremos um desafio muito grande para fomentar a prática esportiva em todo o Estado. Algum ídolo no esporte? Tenho sim, o Zico. Sempre fui fã do jogador e tive a oportunidade de vê-lo jogar algumas vezes. Assim como o governo federal, o estadual adotou critérios políticos para a escolha da pasta do esporte. Esses arranjos não são um alto preço a ser pago pela chamada governabilidade, já que os critérios deveriam ser técnicos? Temos que aproveitar a oportunidade. Com a nomeação do deputado George Hilton para ministro do Esporte, abriu-se uma mentalidade nos governantes de ter um link diretamente com o Ministério. Sou amigo dele há mais de 20 anos, então do ponto de vista político isso gera uma expectativa muito grande. Temos que trabalhar com muita responsabilidade para cumprir as expectativas. Garanto que faremos grandes projetos com essa parceria. Além disso, minha história como vereador em Belo Horizonte tem uma ligação muito forte com a do governador Fernando Pimentel, desde que ele era o prefeito de Belo Horizonte. Não acho que vamos ter um alto preço a pagar, vamos ter grandes resultados de governabilidade. Como vereador, o senhor aprovou ou propôs alguma lei em benefício do esporte? Não. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a cada dólar investido no esporte, economiza-se 3,2 na saúde. Dito isso, por que o esporte não tem uma secretaria exclusiva na maioria dos estados, incluindo Minas, onde a pasta é dividida com o Turismo? Isso ainda acontece no Brasil porque temos um modelo brasileiro de saúde que trata a causa apenas, não a prevenção. Com isso, algumas atividades da secretaria de esporte, como o Minas Geração Saúde, foi pensado nesse aspecto de prevenção. Temos trabalhos com jovens obesos, em convênio com academias em todo estado. Ainda somos uma secretaria de esporte e turismo, mas por pouco tempo. Vamos desmembrá-la em breve pois é um compromisso da campanha do governador Fernando Pimentel para dar uma atenção especial ao esporte. O orçamento provisório de Minas para a sua secretaria é de quase R$ 42 milhões, o que corresponde a 0,05% do orçamento total. Por que Minas investe tão pouco no esporte? Uma vez havendo o desmembramento da pasta de esportes será discutido em assembleia o orçamento que teremos para trabalhar. Também esperamos que o valor investido no esporte seja ampliado, para atendermos às políticas de esporte que são muito amplas no estado. Mas só terei acesso a este orçamento após o desmembramento acontecer. Atualmente não se dá a devida atenção ao esporte, por isso o valor é tão baixo. Dos 95 atletas da delegação brasileira que participou dos Jogos Olímpicos da Juventude no ano passado, na China, apenas cinco eram de Minas, número similar ao do pequeno estado do Espírito Santo (4) e abaixo de Paraná (7), Santa Catarina (7) e Rio Grande do Sul (9), sem contar SP (28) e Rio (20). Não é um número muito aquém, considerando a força econômica e a importância política de Minas na Federação? Gostaria que este número fosse maior e creio que possa vir a aumentar em próximas convocações. Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), já afirmou que há bons trabalhos e boas parcerias do CPB com Rio, São Paulo e outros estados. Nunca citou Minas. Quais são os seus projetos para o movimento paralímpico? O esporte paralímpico terá a atenção especial na minha gestão da secretaria. Faremos investimento para ampliar a participação tanto do CPB quanto dos atletas paralímpicos nos JEMG. Nas competições estaduais já há diversas modalidades paralímpicas, mas queremos fomentar e envolver ainda mais a participação dos atletas em todas as ações da Secretaria. Entre os projetos olímpicos em andamento no estado, há o Geração Esporte, que é voltado para crianças e adolescentes com idade entre sete e 13 anos. De acordo com o site oficial do governo, apenas 20% dos municípios mineiros estão contemplados com este importante projeto de base. Por que tão pequena abrangência? Ainda hoje temos uma limitação orçamentária que nos impede fazer a ampliação de projetos como este. Esperamos que o novo orçamento possa contemplar novas ações e melhorar as que já existem. Isso também já está em nossa pauta para aumentarmos essa porcentagem de participação, já que Minas conta com 837 municípios, e atualmente o programa alcança pouco mais de 150. Outros projetos no estado, estes mais voltados para o alto rendimento, são o Bolsa Atleta e o Incentivo ao Esporte. Quais atletas mineiros beneficiados com esses projetos poderão integrar a delegação nacional na Olimpíada do ano que vem? De acordo com o levantamento feito pela diretoria de Incentivo ao Esporte de Rendimento, em 2014, ao todo 28 atletas do Estado de Minas Gerais foram convocados para compor a seleção Brasileira nas modalidades esportivas olímpicas e paralímpicas. Com isso, há a probabilidade desses atletas estarem na Olimpíada e Paralimpíada do Rio. Qual é a sua expectativa para os Jogos Escolares de Minas para 2015? São as melhores possíveis. Temos um índice de satisfação muito grande nos atletas e professores envolvidos nessa competição. Essa é a nossa principal vitrine da secretaria e queremos aumentar ainda mais o número de participantes, não só de atletas, mas também de escolas e municípios. Como a secretaria vai atuar no JEMG, no que diz respeito ao surgimentos de atletas promissores? Os jogos visam justamente essa revelação de novos atletas. Queremos potencializar ainda mais esse surgimento para levá-los para as competições nacionais. Propagandeados pelo governo federal e pelo COB, os projetos nacionais voltados para o Rio-2016, na verdade, miram também os jogos olímpicos de 2020 e 2024. O que podemos esperar para os próximos anos no Estado, tanto na base e nas escolas como no alto rendimento, considerando o CTE na Pampulha? Pelo pequeno prazo, até 2016 há muito pouco que possa ser feito. Mas temos que ter um grande planejamento em longo prazo. Já temos alguns centros prontos como o CTE da UFMG que é um sucesso. Temos que usá-lo com exemplo para replicá-lo no interior. Hoje temos um equipamento público muito sucateado no interior, que não ajuda a evoluir os atletas. Apesar de não ser a sede da Olimpíada, Minas tem sido o estado mais atuante e vai receber algumas delegações. Qual é o interesse e quais as vantagens para o Estado? O principal benefício é dar as cidades essa aproximação com equipes olímpicas. Além disso, é uma forma de noticiar Minas Gerais para o mundo. Uma ação como essa também cria uma relação das cidades com as delegações política, comercial, cultural e principalmente esportiva. Como anda esse trabalho para a captação de delegações olímpicas? Quais as cidades que estão disponíveis para recebê-las? Isso é um trabalho de longo prazo da secretaria, que começou em 2010. Temos um núcleo de relações internacionais que já captou quatro delegações, mas ainda queremos trazer outras equipes olímpicas. Além de Belo Horizonte (Grã-Bretanha), Uberlândia (Irlanda do Norte) e Juiz de Fora (China e Canadá), as cidades de Barbacena, Varginha, São Sebastião do Paraíso, Governador Valadares, Viçosa e Poços de Caldas também estão aptas a receber outras delegações e estamos tentando atrair equipes para ficarem nessas cidades.

_____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: O Tempo – 07-02-15

o-tempo-07-02-15

_____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Estado de Minas – 19/01/15

20-01-2015-estadodeminas

__________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Rádio Inconfidência – 14-01-15

A Rádio Inconfidência realizou uma matéria sobre atividade promovida pelo CTE. O departamento esportivo da UFMG promove nas manhãs de hoje, 14 de janeiro, a sábado, sessões de treinamento aberto a professoras de educação física, na Serra da Moeda.

_____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Hoje em Dia – página 38 – 15-12-14

hoje-em-dia-15-12-14

hoje-em-dia2-15-12-14

hoje-em-dia3-15-12-14

hoje-em-dia4-15-12-14

 

Veículo: Rádio Inconfidência – 26-11-14

radio-inconfidencia-26-11-14

_____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Rádio Itatiaia – 25-11-14

radio-itatiaia-26-11-14

_____________________________________________________________________________________________________________________________

 

Veículo: Rádio Itatiaia – 25-11-14

No programa Café com Notícia foi noticiado que o Centro de Treinamento Esportivo da UFMG selecionará adolescentes entre 12 e 18 anos para compor a equipe de atletismo

_____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Hoje em Dia – 29-09-14

29-09-2014-hojeemdia

___________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Rádio Itatiaia – 23-09-14

23-09-2014-itatiaia

____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Rádio Itatiaia – 22-09-14

22-09-2014-itatiaia

_____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Site da UFMG – 05-09-14

site-da-ufmg-05-09-14

____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Site da UFMG – 03-09-14

site-da-ufmg-03-09-14

___________________________________________________________________________________________________________________________

 

Veículo: Rádio Inconfidência – 14-08-14

radio-inconfidencia-14-08-14

____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Site da UFMG – 16-07-14

site-ufmg-16-07-14

___________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Site da UFMG – 02/07/14

site-da-ufmg-02-07-14

____________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Site da UFMG – 24/06/14

site-da-ufmg-24-06-14

___________________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Agência Minas – 27/05/14

agencia-minas-27-05-14__________________________________________________________________________________________________________________________

 

Veículo: Site da Proex – 16/05/14

sitedaproex-16-05-14

____________________________________________________________________________________________________________________________

 

Veículo: Site da UFMG – 16/05/14

siteufmg-16-05-14

_______________________________________________________________________________________________________________________

Veículo: Boletim UFMG – 12/05/14

boletimufmg-12-05-14

__________________________________________________________________________________________________________________________

 

Veículo: G1 – 07/04/14

g1-07-04-2014