Estrutura do CTE impressiona atletas britânicos e comissão técnica

O Centro de Treinamento Esportivo (CTE) da UFMG abriu suas portas para a imprensa mineira, através de uma visita guiada pelo coordenador geral da equipe olímpica britânica, Paul Ford, na tarde desta quarta-feira, 27 de julho. Paul apresentou as estruturas de treinamento do Team GB (nome do comitê olímpico britânico) a serem utilizadas pelas equipes de natação, atletismo, rúgbi sete e tiro com arco.


Paul destacou a ótima impressão da delegação inglesa em relação à preparação do CTE para recebê-los

Os jornalistas mineiros e britânicos, através de uma visita que durou cerca de uma hora, tiveram acesso às salas de musculação e ginástica, aos ambientes para treinamento de força e fisioterapia, à pista de atletismo e ao parque aquático. No início da apresentação também foi possível conferir o fim do treinamento de alguns nadadores na piscina e de outros atletas na academia.


Nesta quarta-feira, alguns atletas realizaram treinamentos na academia e outros na piscina

Os nadadores do Team GB realizam treinamentos nas instalações do CTE desde o último sábado, 23 de julho. A infraestrutura de padrão internacional acrescida da boa recepção dos funcionários e voluntários que trabalham no CTE vem despertando grande satisfação nos atletas e no comitê.

Em entrevista ao site da Federação Britânica de Natação, British Swimming, o técnico principal da equipe de natação da Grã-Bretanha, Bill Furniss, destacou o alto nível das estruturas do Centro de Treinamento. “A instalação da UFMG é simplesmente a melhor no Brasil”, ressaltou.

Já Paul Ford, chefe da delegação britânica mira nas futuras medalhas. “Estamos dando as melhores condições aos atletas. Para que assim, com muito trabalho e esforço eles possam obter bons resultados”, pontua.

Além de poderem desfrutar de uma pista de atletismo que recebeu certificação máxima da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) e do parque aquático que conta com um moderno sistema de bordas móveis, pioneiro na América Latina, os atletas britânicos puderam se sentir em casa com a decoração do local. Por todo o espaço do Centro é possível encontrar objetos de decoração com as cores da Grã-Bretanha e mensagens  de apoio, tornando o espaço também um ambiente de relaxamento e lazer para os atletas e demais membros da equipe.

O diretor do Centro de Treinamento Esportivo, Luciano Sales Prado, ressaltou a  importância do corpo técnico do CTE, composto por profissionais de graduação, pós-graduação e professores da UFMG para o sucesso do Centro. “Essa estrutura toda num único local com todo o suporte dos profissionais e do grupo de voluntários faz com que eles se sintam em casa. Não é só a estrutura, mas tudo que está dentro dela também”, disse.


Luciano Sales Prado também acompanhou a imprensa e o comitê britânico durante a visita ao CTE

Luciano também pontuou que os britânicos pretendem prolongar sua estadia por Belo Horizonte. “A ideia deles é ficar a maior quantidade de tempo possível aqui em Belo Horizonte, porque as condições de treinamento aqui são muito boas”, contou.

Em casa

O sentimento de carinho do comitê britânico com a cidade de Belo Horizonte e com sua nova segunda-casa, o CTE, foi mencionado diversas vezes por Paul Ford em entrevista. O coordenador do Team GB afirmou já sentir-se um ‘belo-horizontino’.

Legado Olímpico

O Centro de Treinamento Esportivo também funcionará como uma importante base para a formação de atletas de alto nível. Com um eficiente corpo técnico e a estrutura já construída, os jovens que hoje treinam e compõem as equipes do CTE são as grandes esperanças para o futuro do esporte no Brasil.

Confira a galeria de fotos da visita ao CTE

Super Meeting de Atletismo marca nova era para o CTE

No último sábado, 30 de abril, o Centro de Treinamento Esportivo (CTE) da UFMG realizou o Super Meeting de Atletismo. O evento contou com participação de cerca de 350 atletas de clubes nacionais e internacionais, em diversas modalidades, que buscavam alcançar índices e marcas para os Jogos Olímpicos 2016.

CONFIRA FOTOS DO EVENTO

O coordenador de Atletismo do CTE, Leszek Szmuchrowski, salientou o motivo da criação do CTE e a sua importância para o atletismo. “Precisamos destacar que este Centro foi idealizado com a perspectiva dos Jogos Olímpicos no Brasil. Idealizamos e  construímos. A nossa equipe de atletismo, APCEF UFMG, e outros esportistas têm utilizado o espaço. Temos aqui hoje, talvez, o maior meeting de atletismo do Brasil neste ano, com a presença dos melhores atletas atuantes no país”.

O coordenador enalteceu, ainda, a parceria entre a UFMG, Secretaria de Estado de Esportes e Ministério do Esporte, que acreditaram na capacidade de criação do melhor centro do país, sendo possível, assim, a concretização de um evento como o meeting. “Espero que este meeting divulgue e dê um tipo de crédito de que nós podemos fazer eventos bem feitos, desde a organização, realização e execução do projeto”, relatou o coordenador.

Superação de limites

Um dos destaques do Super Meeting de Atletismo foi o atleta paralímpico do salto em distância, Alan Patrich Claudin. O competidor, que começou no esporte paralímpico em 2010,  conquistou, em seu sexto salto, índice para disputar a etapa nacional do Circuito Caixa Loterias de Atletismo.


Atleta Alan Patrich e seu treinador, Pedro Henrique, em um momento de concentração antes do salto

Pedro Henrique Vasconcelos de Queiroz, treinador e guia do esportista, destacou o empenho de Alan e a conquista no meeting. “Há cinco anos eu treino o Alan, há cinco anos nós batemos na trave. Ele ficou nervoso nos primeiros cinco saltos e hoje, na raça, conseguimos. Agora é comemorar e treinar bastante”, disse.

Esperança de medalha para o Brasil

Homenageada pela organização do evento, a campeã mundial do salto com vara, Fabiana Murer, é uma das nossas grandes chances de medalha nos Jogos Olímpicos Rio-2016.

Apesar de não ter competido, Fabiana destacou a importância do evento para o crescimento do esporte e demonstrou admiração pela estrutura do CTE.  “Acho que tem que ter mais desses eventos, ainda mais numa pista boa para competir e para buscar resultado como esta. Uma tecnologia que não perde para nenhum lugar do mundo”, disse.


Fabiana Murer e Talles Frederico foram alguns dos destaques no evento

Conterrâneo nas Olimpíadas

Mineiro de Itabira, Talles Frederico já alcançou índice para os Jogos Olímpicos. O atleta do Esporte Clube Pinheiros é medalhista no campeonato Sul-Americano de Lima e tem alcançado boas marcas no salto em altura, modalidade que disputa.

A equipe do Pinheiros competiu durante o dia no evento e, segundo o atleta, a organização do Meeting de Atletismo em Belo Horizonte ajuda no reconhecimento do modalidade em âmbito nacional, que vem crescendo e contando com grande adesão no país. “Eu adorei competir aqui, até pela visibilidade para o esporte crescer onde eu tenho as minhas raízes. A pista é muito boa e a arbitragem foi bacana, então estava tudo propício para competirmos bem. Foi uma prova muito boa para mim”, comentou.